PES 2020 traz ambientação realista e melhorias na jogabilidade

30/07/2019 - Games

PES 2020 traz ambientação realista e melhorias na jogabilidade


Demo disponível na Game XP apresentou game com mudanças pontuais em elementos de sucesso

PES 2020 é o novo game da famosa franquia de futebol que será lançado no dia 27 de setembro de 2019 para Xbox One, PS4 e PC. O game da Konami aposta em melhorias visuais e na jogablidade, além de uma licença ampliada dos times brasileiros, que agora também incluem as equipes da Série B. O TechTudo teve a oportunidade de testar uma versão do título na Game XP e conta tudo:

Ainda mais belo

O primeiro contato com PES 2020 é de cair o queixo. Se o game já impressionava pelo visual na versão 2019, agora ele conta com gráficos ainda melhores, trazendo uma ambientação realista de uma forma nunca antes vista em um game de futebol.

PES 2020 terá melhorias no seu visual — Foto: Divulgação

Logo na primeira partida, escolhi os times de Flamengo e Juventus, já que ambos são uma espécie de carro-chefe da Konami quando a mesma exalta o visual do seu game. E realmente é de assustar o realismo com que os jogadores de ambos os times apresentam na versão, principalmente a do clube brasileiro, já que ficamos acostumados com jogadores um tanto quanto estranhos quando comparados ao visual real.

O palco dessa clássico foi o estádio de São Januário, casa do Vasco que também conta com parceria exclusiva para PES 2020. Para um carioca como eu, é impossível não se arrepiar com a entrada dos times em campo e toda a reprodução da festa da torcida para o momento. Isso é um elemento que me arrisco a dizer que FIFA leva uma goleada: a ambientação do game. O jogo da Konami consegue te transportar para dentro de partida e te proporcionar o mais alto realismo de se estar dentro de uma decisão com casa cheia.

Gabigol em PES 2020 — Foto: Divulgação / Konami

Com a bola rolando, toda movimentação dos craques, replays de lances perigosos e animações de gol são muito bem reproduzidas. Um detalhe que pode passar despercebido e que ajuda muito, principalmente para manter o clima do jogo, é uma animação do jogador buscando a bola e cobrando o lateral sem cortes de tela - o que era frequente em outras versões do game.

Tudo isso em uma nova visão de câmera que agrada bastante e faz pensar: por que a Konami não fez isso antes? Ela simula uma transmissão real de uma partida e é bem mais ampla do que em PES 2019, fazendo com que o jogador possa ter uma visão melhor do seu time, principalmente das laterais do campo.

PES 2020: testamos o concorrente do Fifa 20 na E3 2019

Embora seja uma versão demo, o visual do jogo dificilmente será alterado até a sua versão final. E com mais um detalhe: a versão disponibilizada rodava em um PS4 normal, sendo assim, ainda podemos encontrar gráficos melhores nas versões para PS4 Pro, Xbox One e, principalmente, PC.

Um futebol virtual mais próximo do real

A jogabilidade de PES 2020 também apresenta melhorias bem nítidas. A começar pela movimentação do game, que se mostra bem mais lenta que o normal para cadenciar mais o jogo. Em outras palavras, o jogo está mais lento para buscar um realismo ainda maior e privilegiar as jogadas, trocando a correria desenfreada de outras versões.

Há também um sistema de roubada de bola mais eficiente e real. Mas isso não quer dizer que está mais fácil de roubar a bola, pelo contrário, depende muito da forma com que o seu jogador virtual vai entrar na dividida, o que pode acarretar em falta e não na tomada da posse. Esse sistema também se amplia para o contato do atleta com a gorduchinha, interceptando passes e chutes.

Bayern de Munique é um dos times licenciados em PES 2020 — Foto: Reprodução/eFootball PES

Ainda sobre os chutes, eles estão mais potentes do que nunca. Esse é um elemento que sempre dividiu opiniões e continua em PES 2020. Particularmente, ainda acho que a sensação é a de estar chutando uma bola mais leve que o normal, principalmente na barra de controle de potência, que a qualquer preenchida mais forte faz com que a bola seja isolada para longe do gol.

O sistema de dribles também mudou e facilita as jogadas individuais. A primeira impressão pode ser a de que é um tanto complexo efetuar o movimento. Mas, assim como na vida real, é preciso treinar e ter habilidade com o controle para que seja uma alternativa a mais contra o zagueiro adversário.

Já os goleiros continuam sendo um elemento que merece a atenção da Konami. Nas poucas partidas que disputei, percebi que os seus movimentos ainda oscilam muito entre o inacreditável e o vergonhoso. Para ser mais explícito: em uma cobrança de falta, o goleirão adversário aceitou um chute quase no meio do gol por não esticar seus braços. Já em outro momento, um chute forte na direção do ângulo fez com que o guarda-redes desse um salto acrobático e agarrasse (!!!) o chute de uma forma em que nunca vi na vida real. Resta rezar para que esses problemas sejam solucionados até o lançamento do jogo.

Ronaldinho em PES 2020 — Foto: Divulgação

Vale a pena?

Pelo que foi apresentado nesta demo, PES 2020 promete ser a melhor versão do game desde a sua Era de Ouro nas gerações 32 e 128 bits. As mudanças na jogabilidade foram cirúrgicas e as melhorias visuais deixam os gráficos ainda mais realista do que já impressionava na versão anterior. Se os problemas pontuais forem solucionados até lá, vai ficar difícil para FIFA combate o rival este ano.

Fonte da Informação: Techtudo