AMD deve 'roubar' parte do mercado da Intel com novos chips Ryzen e EPYC

31/05/2019 - Processadores

AMD deve 'roubar' parte do mercado da Intel com novos chips Ryzen e EPYC

Novos componentes montados em arquitetura de 7 nanômetros animaram os analistas e investidores...

A Computex 2019, em Taiwan, tem sido um bom evento para a AMD. Desde que a fabricante apresentou suas novidades, as ações subiram 10% na Bolsa de Valores de Nova York, graças ao que prometem aos processadores Ryzen e EPYC. Analistas estão otimistas e até mesmo projetam maior participação da companhia no mercado — o suficiente para que ela abocanhe algumas fatias atualmente com a Intel.

AMD foi bem em teste de desempenho contra a Intel e seus produtos devem ter preço final menor

Essa expectativa veio após o anúncio das especificações das CPUs montadas em arquitetura de 7nm: a Ryzen 3000 e a próxima geração de EPYC. As GPUs Navi também chamaram a atenção de especialistas, como Matthew Ramsey, do banco de investimentos Cowen. "Prevemos que esses produtos levarão a um crescimento acima do consenso, ganhos de ações, expansão de margem e valorização de ações da AMD", escreveu, em nota, aos investidores.

Fonte: AMD

Foto: TecMundo

Ramsey disse que a AMD deve se sair "muito bem" no mercado de data center, especificamente com o segmento de computação em nuvem, devido aos pontos fortes dos próximos servidores EPYC. Sua opinião provavelmente foi influenciada pela demonstração de benchmark que mostrou um sistema EPYC diante de outro Xeon sendo executado simultaneamente — o primeiro ganhou com facilidade e ainda deve ter preço final menor que o da concorrência.

Ações da AMD devem alcançar US$ 36 por cota

O analista Kevin Cassidy, do banco de investimentos Stifel, tem opinião semelhante, especialmente com relação à microarquitetura Zen. "O Zen 2 permitirá que a AMD acelere seus ganhos de participação no mercado de PCs devido ao alto desempenho, menor uso de energia e custo e facilidade de atualização."

Ele acredita que as ações da AMD venham a valer US$ 34, enquanto Ramsay projeta algo em torno de US$ 36 por cota. Ao que parece o mercado também concorda e os papeis foram negociados em alta de 11,5% e fecharam o dia com uma ligeira queda, a US$ 27,81. A Intel segue com discreto aumento, a US$ 44,69, e a NVIDIA tem parte negociadas a US$ 138,28.


Fonte da Informação: Terra